Backup: será que sua empresa está fazendo certo?

Backup deixa muita gente em dúvida para escolher qual a melhor forma de armazenar. Antigamente guardar documentos era abrir um arquivo e deixar ali. Com o avanço da Tecnologia o armazenamento virtual se tornou muito mais prático mas, nem todo backup é igual sabia? Confira as opções e qual é melhor para você ou sua empresa.

O que é Backup?

Backup é uma cópia de segurança. Até aí, todo mundo já ouviu falar, mas você faz? Qual frequência é ideal? Onde salvar? Essas e muitas outras dúvidas são comuns. Um ciberataque, por exemplo, pode fazer com que você perca todos seus arquivos. Para dados pessoais ou empresariais, um backup correto é fundamental.

Tipos de Backup

HD externo:  Prático e rápido mas, não deve ser a única forma para armazenar seus arquivos pois se ele for perdido, danificado ou roubado, lá se vão seus dados. Regularmente você precisa sincronizar os dados ou copiar somente o que quer guardar.

Servidor próprio

Sua empresa tem domínio total das informações, que é uma ótima vantagem. O que pode pesar é o investimento inicial, mas dependendo do seu negócio, e se tem algum provimento específico, um servidor próprio é fundamental. Conte com a análise do especialista em TI que vai identificar qual melhor opção.

Nuvem: Seus arquivos são recolocados em um ambiente virtual. Conforme a criticidade dos arquivos o ideal você ter  apoio da TI para escolher a melhor opção.

Sincronização: Serviços de sincronização como Google Drive são boas formas de armazenamento mas, não são específicas de backup. Uma vantagem é poder acessar e compartilhar seus arquivos de qualquer dispositivo com acesso a internet.  O ponto negativo é que não existe uma rotina de backup ou monitoramento.

Completo: Copia tudo e salva um novo arquivo sempre que for feito.A vantagem é que sempre vai ter uma cópia completa na integra e a desvantagem é o tempo e espaço de armazenamento.

Incremental: É feito após o backup completo copiando os arquivos modificados.

Diferencial: Salva as últimas alterações referentes ao último backup.

Qual a frequência?

Aqui entramos em um ponto que vai depender de alguns fatores. Qual a criticidade da informação ou se existe algum regimento específico para a sua atividade, são alguns quesitos que precisam ser observados, e desta forma, o ideal é o apoio de uma empresa especializada.

Normas para Backup

Existem regimentos específicos para determinadas empresas como por exemplo os cartórios. Falamos recente sobre o Provimento 74 e além de várias normas é necessário o Backup completo a cada 24 horas e incrementais a cada 30 minutos,  realizados tanto em mídia eletrônica de segurança quanto em serviço de cópia de segurança na internet (backup em nuvem), são umas das exigências. E as normas para o seu segmento? É bom estar atento aos detalhes exigidos na sua área de atuação para não ter surpresas com regimentos específicos.

Segurança

Livrar espaço de sua máquina ou apenas cumprir metas de arquivamento não deve nem entrar em questão quando o assunto é backup.

É necessário que os dados sejam armazenados de forma segura, criptografados, monitorados e que seja possível recuperar quando precisar.

O Backup deve ser considerado como uma política de segurança e deve ser planejado, executado e acompanhado.

Conte com a Infocomm TI para consultoria, execução e acompanhamento de seus projetos.

Fale com nossos especialistas – Contato (41) 3079-9661 ou (41)99915-6580

%d blogueiros gostam disto: