HP decide manter unidade de PCs

A nova presidente-executiva da empresa, Meg Whitman, que substituiu Apotheker, havia prometido decidir rapidamente sobre a questão, que estava começando a alienar parceiros, investidores e compradores de computadores HP.

Mas Whitman ainda tem uma

questão por resolver: o futuro do software WebOS. Apotheker colocou em risco o futuro da divisão WebOS depois de cancelar o tablet TouchPad, que usa o software em questão, devido às vendas fracas.

A HP continua a avaliar o futuro do software, o que inclui a possibilidade de desenvolver um novo tablet acionado por ele, disse Whitman em entrevista.

?A questão que temos na mesa agora é o que fazer com o software WebOS, e se voltaremos ao mercado com aparelhos WebOS?, disse ela. ?Obviamente não seria o mesmo aparelho, mas uma versão 2.0?.

Whitman, candidata derrotada ao governo da Califórnia, disse que decidiu manter a divisão de computadores porque ?os números em favor disso pareciam cada vez mais convincentes?.

Promover a cisão da unidade teria custado US$ 1,5 bilhão em despesas extraordinárias à companhia, e mais US$ 1 bilhão em custos anuais, informou a HP.

A retenção da divisão de computadores representa nova reviravolta de estratégia de uma companhia que havia anunciado poucas semanas atrás que a escolha mais provável seria a venda da unidade.

?Essa é a decisão mais pragmática e permitirá que continuem a aproveitar plenamente os benefícios de uma cadeia de suprimentos plenamente integrada?, disse Mark Fabi, analista do Gartner, acrescentando que a escolha também demonstrava o poder de decisão de Whitman como presidente-executiva. ?E isso era algo que estava claramente em falta na companhia ao longo dos últimos 12 meses?, acrescentou.

A maior companhia mundial de tecnologia em faturamento chocou os investidores ao anunciar em agosto que estava avaliando escolhas estratégicas para a divisão que inclui a fabricação de computadores, e que suspenderia a produção de seu novo tablet, como parte de uma virada estratégica que a afastaria dos produtos para o consumidor.

Por:
Poornima Gupta (REUTERS)

%d blogueiros gostam disto: